Integração é com integrador!

As tecnologias existem mas em muitos casos “não se falam”. Quando isso acontece ninguém melhor que os integradores de sistemas para ‘integrar’, ou seja, colocar um sistema para ‘conversar’ com o outro, seja através de drivers de comunicação, seja através de conversores/gateways, scripts, procedures ou linhas de programação.

Neste caso, o papel do integrador de sistemas foi desempenhado na integração entre uma ferramenta do tipo eProcedure (para instruções eletrônicas de trabalho) e uma ferramenta de relatórios (para geração de relatórios de produção).

O objetivo inicial era eliminar o preenchimento manual dos dados de produção e registrar os parâmetros críticos do processo. Até aí tudo bem.

Mas em seguida surgiu a necessidade de que os relatórios indicassem também as instruções de trabalho lidas e confirmadas pelo operador durante a execução dos lotes de produção. Parece óbvia a necessidade de se indicar instruções de trabalho manuais dentro de um contexto de registros automáticos de produção para ter um único registro/relatório da produção de um lote ao invés de um registro de ações manuais e outro de ações automáticas.

Apesar de serem produtos de um mesmo fabricante, estes não foram concebidos para se comunicar entre si.

Com engenharia de software e determinação de um de nossos profissionais a integração entre ambos foi possível.

Assim, nunca se esqueça, integração é com integrador. Tenha sempre um ao seu lado!

Bookmark the permalink.

Comments are closed