Siglas no universo da automação: como conviver com elas

O profissional que convive com o universo da automação, seja como desenvolvedor, seja como usuário, se depara constantemente com siglas em português e principalmente em inglês que são utilizadas para simplificar a comunicação, seja ela escrita ou falada. O problema é que muitas vezes nos deparamos com siglas desconhecidas e temos que entender o significado pelo contexto ou pesquisando pela mesma. E neste processo podem ocorrer falhas de interpretação. A dica de hoje apresenta uma lista das mais variadas siglas da automação e áreas correlatas:

– Acesso a dados: OPC (Ole for Process Control), OLE (Object Linking and Embedding), DA (Data Access), HDA (Historical Data Access)
– Áreas: CPD (Centro de Processamento de Dados), IDC (Industrial Data Center)
– Camadas na automação: MES (Manufacturing Execuction System), ERP (Enterprise Resource Planning)
– Certificações: LEED (Leadership in Energy and Environmental Design)
– Configuração de redes: DLR (Device Level Ring), NAT (Network Address Translation), RPI (Request Packet Interval), ADR (Automatic Device Replacement), VPN (Virtual Private Network)
– Controle: PLC (Programmable Logic Controller), CLP (Controlador Lógico Programável), PAC (Programmable Automation Controller), DCS (Digital Control System), SDCD (Sistema Digital de Controle Distribuído), PIC (Peripherical Interface Controller), DIMA (Descentralized Intelligence for Modular Applications)
– Entidades/Normas: ISA (International Standard Association), IEC (International Electrotechnical Comission), IEEE (Institute of Electrical and Electronic Engineers), ANSI (American National Standars Institute), ISO (International Organization for Standardization), FDA (Food and Drugs Association)
– Grandezas na área de Utilidades: WAGES (Water, Air, Gas, Energy and Steam)” vira ‘- Utilidades: grandezas WAGES (Water, Air, Gas, Energy and Steam) e controles HVAC – Heating, Ventilation and Air Condition Control
– Identificação: RFID (Radio-Frequency IDentification), BC (BarCode)
– Interface ao operador: IHM (Interface Homem-Máquina), HMI (Human Machine Interface), SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition)
– Informática: CPU (Central Processing Unit), HD (Hard Disk), PCI (Peripheral Component Interconnect), Wi-Fi (Wireless Fidelity)
– Linguagens de programação na automação: SFC (Sequential Function Chart), ST (Structured Text), FBD (Function Block Diagram), IL (Instruction List), LD (Ladder Diagram)
– Lógica de controle: FIFO (First In, First Out), BSL (Bit Shift Left), MSB (Most Significant Bit)
– Medições nas linhas de produção: CEP (Controle Estatístico de Processo), SPC (Statistical Process Control), CP (Controle de Paradas), OEE (Overall Equipment Effectiveness)
– Qualificação e validação de sistemas: DQ (Design Qualification), IQ (Installation Qualification, OQ (Operation Qualification), PQ (Performance Qualification)
– Redes Industriais: RIO (Remote I/O), DH+ (Data Highway Plus), FF (Fieldbus Foundation), HART, ASI, DALI (Digital Address Link Intelligent)
– Registro: AT (Audit Trail), DL (DataLogger)
– Requerimentos de usuário: RU (Requerimentos do usuário), URD (User Requirement Document), URS (User Requirement Specification)
– Relatórios de produção: EBR (Eletronic Batch Recording), BPR (Batch Production Record)
– Segmentos na indústria: MMM (Mining, Mineral and Metal), CPG (Consumer Packaged Goods), W&WW (Waste & WasteWater), F&B (Food & Beverage), LS (Life Sciences), BMS (Building Management System)
– Setores: TI (Tecnologia da Informação), IT (Information Technology), TA (Tecnologia de Automação), TO (Tecnologia de Operação)
– Tipos de empresa: SI (System Integrator), SP (Solution Provider), OEM (Original Equipment Manufacturer)
– Testes de aceitação: TAF (Teste de Aceitação de Fábrica), FAT (Factory Acceptance Test), SAT (Site Acceptance Test)
– Utilidades: grandezas WAGES (Water, Air, Gas, Energy and Steam) e controles HVAC – Heating, Ventilation and Air Condition Control

E alguns termos que estão sendo utilizados e difundidos nos últimos anos, parte deles sob o guarda chuva do tema “Digitalização, Indústria 4.0 ou quarta Revolução Industrial”.

– Saas (Sofware as a Service), SOA (Service Oriented Architecture), IoT (Internet of Things), IIoT (Industrial Internet of Things), BI (Business Intelligence), MBP (Master Business Plan), PIMS (Plant Information Management System), M2M (Machine to Machine)

Bookmark the permalink.

Comments are closed